Lygia Clark: uma retrospectiva

 

Em cartaz no Itau Cultural, em São Paulo, a exposição Lygia Clark: uma retrospectiva, traz um panorama da obra da artista com trabalhos inéditos e também com obras que o público interage, podendo fazer parte de suas vivências.

Além da mostra, há também debates com pesquisadores das artes visuais que conviveram com Lygia ou que realizaram estudos sobre ela.

Há o museu virtual, e o livro obra para Ipad, em breve na apple store, que irá recriar toda essa experiência  do  seu processo criativo.

1954

Foi uma das fundadoras do Grupo Frente

Participa da Bienal de Veneza

1959

Integra a I Exposição de Arte Neoconcreta, assinando o Manifesto Neoconcreto

1960

Cria a série “Bichos” – espectador se transforma em participador

1968

Volta à Bienal de Veneza, agora convidada para expôr em uma sala especial com toda sua trajetória

1972

É convidada a ministrar um curso sobre comunicação gestual na Sorbonn

 

 

 

 

                                                                                 “Bichos”

 

 

“Os quadros de Lygia Clark não têm moldura de qualquer espécie, não estão separados do espaço, não são objetos fechados dentro do espaço: estão abertos para o espaço que neles penetra e neles se dá incessante e recente: tempo…”

In: GULLAR, Ferreira

 

 

terça a sexta 9h às 20h
sábado domingo feriado 11h às 20h

entrada franca